Notícias 2018

Jornalista da CBN e do portal Massa News mostra a realidade dos veículos de comunicação e como os hospitais podem estar mais na mídia

Para mostrar aos profissionais como trabalham os veículos de imprensa no Paraná hoje e as oportunidades para assessores de comunicação, o 5º Encontro de Assessores de Comunicação da Femipa trouxe a jornalista Joyce Carvalho, apresentadora da rádio CBN e repórter do portal Massa News para conversar com os participantes. Joyce passou por muitas redações do Paraná e atuou em diferentes meios de comunicação, como rádio, televisão, jornal impresso e portal de notícias online. Hoje, ela trabalha em duas plataformas diferentes, mas ressalta que as duas têm uma característica bastante similar: a velocidade da notícia.

Hoje, a jornalista lembra que a realidade das redações traz equipes cada vez mais enxutas, e ela destaca que este é um caminho sem volta. Na CBN, por exemplo, a estrutura traz cinco repórteres, três apresentadores, uma produtora e dois estagiários. Pela necessidade de levar informação ao espectador, o volume de trabalho é grande e, por isso, a velocidade é fundamental. Por conta disso, os jornalistas que atuam nos veículos de comunicação têm procurado meios de agilizar o trabalho. Uma ferramenta encontrada é o Whatsapp Web, que tem ajudado a unir assessorias de comunicação das empresas e dos órgãos oficiais e profissionais da imprensa.

“A demanda de notícia de um veículo diário é muito grande. É um universo enorme para ser pensado e, ao mesmo tempo, precisamos de volume de informação. Assim, nossa realidade, hoje, é trabalhar o mais rápido possível, com o máximo de informações possível. Por isso, o Whatsapp Web se tornou o grande aliado do jornalista de veiculo de comunicação hoje. Assessores de comunicação de órgãos, como o da Policia Rodoviária Federal, por exemplo, criaram grupos dentro da ferramenta com os profissionais da imprensa e trazem informações em tempo real, com fotos, áudio de possíveis fontes etc. Isso tudo facilita o nosso trabalho e faz com que consigamos disponibilizar a informação ao leitor na hora em que o fato acontece, sem precisarmos nos deslocar”, explicou.

Como os veículos têm pouco tempo e precisam fazer girar as notícias, os jornalistas encontraram no Whatsapp Web uma possibilidade de ter a informação completa de maneira mais rápida. Além disso, na avaliação de Joyce, essa forma de comunicação entre os assessores e os profissionais da imprensa ajuda também os assessorias a emplacarem mais pautas, bem como a lembrarem os jornalistas dos veículos sobre determinada notícia. “Essa é uma forma de conversarmos mais, de interagirmos mais e de trocarmos informações”, completou.

Experiência

Durante a palestra, a jornalista Camila Abner Bueno, assessora de Comunicação do Hospital Uopeccan, contou que o departamento tem um grupo de Whatsapp com aproximadamente 300 membros, com jornalistas de veículos de Cascavel, Umuarama e região. Pelo grupo são enviadas sugestões de pautas, textos sobre datas comemorativas, ações do hospital, entre outros. “Isso gerou muita publicação na mídia sobre o hospital. Conseguimos uma repercussão ótima”, declarou.

Maureen Bertol – Interact Comunicação

Foto: Pedro Vieira

Realização

Co-realização